Manter a higiene de sua cozinha industrial é indispensável. Nesse sentido, a manipulação dos alimentos nesses ambientes requer cuidados especiais, de forma a garantir a segurança dos trabalhadores e dos consumidores. Nesse sentido, devem-se considerar os aspectos mais básicos, como o uso de toucas, unhas cortadas e mãos sempre limpas, mas também técnicas de limpeza e sanificação mais avançadas.

Por isso, trazemos, nesta semana, um artigo sobre a higienização de cozinhas industriais. Nele, destacaremos as normas e as leis sanitárias que regulamentam esse processo e os principais pontos necessários para manter a higiene de sua cozinha. Além disso, traremos o exemplo de como higienizar um dos equipamentos mais utilizados nas cozinhas industriais: as fritadeiras elétricas.

Leis que regulamentam a higiene de cozinhas industriais

Como dito anteriormente, a manutenção da higiene em uma cozinha industrial é fundamental. Prova disso são as regulamentações, determinadas pela Secretaria de Saúde e pela Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária).

Nesse sentido, destacamos a Portaria 28/2009, da Secretaria de Saúde, que estabelece, na forma de um checklist, normas que devem ser seguidas por todas as cozinhas em funcionamento. Confira algumas de suas principais regulamentações abaixo:

  • Existência de separações entre as diferentes atividades por meios físicos;
  • Áreas interna e externa do estabelecimento livres de objetos em desuso e de animais;
  • Ventilação e circulação de ar capazes de garantir o ambiente livre de fungos e fumaça;
  • Existência de responsável pela operação de higienização comprovadamente capacitado.

Principais pontos a serem considerados na higiene de sua cozinha

  • Limpeza e sanificação

O processo de higienização de cozinhas industriais deve sempre ocorrer em 2 etapas: limpeza e sanificação.

Em primeiro lugar, deve-se retirar a sujeira e os resíduos e fazer o descarte do lixo. Nesse momento, é necessária, também, uma lavagem com detergente neutro, seguido de enxague do produto utilizado.

Após o enxague, deve-se utilizar uma solução preparada com água e água sanitária, em proporções pré-definidas.

  • Métodos de desinfecção

O método de desinfecção mais utilizado é a lavagem com água e sabão. Nesse sentido, após concluída a lavagem, deve-se enxaguar com água corrente e utilizar a desinfecção por calor, colocando os equipamentos em água quente.

  • Descarte correto de lixo

O lixo deve ser descartado por alguém que não atua diretamente na manipulação dos alimentos. Também é importante que as lixeiras contem com acionamento por pedal, de forma a dispensar o uso das mãos no equipamento.

Além disso, é necessária a utilização de ao menos 2 lixeiras, diferenciando lixo orgânico e lixo seco.

  • Lavadora de louças industrial

A higienização de todos os utensílios utilizados no dia a dia de trabalho pode se tornar um processo muito trabalhoso e demorado. Por isso, as lavadoras de louças industriais despontam como ótimas opções para facilitar e agilizar a higienização.

Além de possuir uma capacidade de lavagem bastante superior ao trabalho manual, as lavadoras permitem a economia de água, a partir de um sistema inteligente de reutilização. Outra vantagem é o menor risco de danos aos utensílios, como copos e taças, quando comparada à lavagem manual.

Como fazer a higienização de uma fritadeira elétrica?

Antes de tudo, é preciso desligar a fritadeira e aguardar até que o equipamento esfrie, de forma a evitar acidentes com choques ou queimaduras.

Para iniciar a higienização da fritadeira, deve-se retirar o cesto de fritura e mergulhá-lo em uma solução preparada com água quente e detergente, uma substância com grande poder de limpeza e emulsificação de gorduras. Após cerca de meia hora, verifique se os resíduos podem ser facilmente removíveis, utilizando uma esponja.

Para facilitar a retirada desses resíduos, pode-se utilizar uma espátula (preferencialmente de plástico) e papel toalha.

Por fim, para concluir a limpeza, utilize soluções preparadas com água e vinagre, além de água e bicarbonato, que removem os resíduos restantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *