Os fornos são indispensáveis para o bom funcionamento de uma cozinha industrial. Amplamente utilizados no preparo de pratos variados, são muito úteis, práticos e versáteis em um ambiente profissional. Porém, é válido ressaltar a existência de diversos tipos de fornos, dentre os quais se destacam os modelos a gás e os elétricos. Assim, devem-se analisar as características de cada um, de modo a determinar qual deles é o ideal para você.

Nesse artigo, realizaremos um comparativo entre os fornos a gás e os elétricos, destacando suas principais funcionalidades, indicações de uso e benefícios.

Fornos a Gás

Os fornos a gás são alimentados por propano e gás natural, principalmente. Por isso, independem de energia elétrica para funcionar, o que representa um importante diferencial em situações de possíveis quedas de energia. Além disso, possibilita uma grande economia, já que seu consumo máximo por câmara é de apenas 1,59kg/h.

Nesse sentido, os modelos a gás apresentam outras vantagens relevantes, como acabamento em pintura a pó eletrostática, bandeja coletora de resíduos e porta de vidro temperado. Confira abaixo alguns diferenciais dos fornos a gás:

  • Sistema de segurança para abertura do vidro: do tipo guilhotina, mais prático e seguro, facilitando o manuseio do equipamento e garantindo, assim, a segurança dos colaboradores;
  • Maior agilidade na produção de assados de diversos tamanhos: aquece e resfria mais rapidamente quando comparados aos modelos elétricos;
  • Construção em aço inox: resistente contra a ação do tempo e de intempéries, o que aumenta a durabilidade e a vida útil do equipamento;
  • Pedra refratária que absorve o calor: aumenta a eficiência do equipamento, reduzindo, dessa maneira, o tempo necessário para cozimento de diversos tipos de alimentos;
  • Termômetro externo analógico: fornece maior precisão na medição da temperatura do interior do equipamento, garantindo a qualidade do processo de cozimento.

Fornos Elétricos

Os fornos elétricos, por outro lado, dependem apenas da energia elétrica para funcionar. Por isso, representam uma redução no risco de acidentes, já que um equipamento a gás pode causar explosões de grandes proporções em caso de vazamento do material. Além disso, diminui os custos variáveis de funcionamento, pois elimina a necessidade de adquirir botijões de gás regularmente.

Possibilidade de gratinar os alimentos, presença de timer para programar o funcionamento e drenagem de gordura integrada… muitas são as vantagens dos modelos elétricos. Confira mais algumas delas abaixo:

  • Controle exato da temperatura: não há variação de temperatura, o que possibilita a seleção de temperaturas específicas para cada alimento;
  • Distribuição do calor: permite um preparo uniforme, a partir da distribuição do calor no interior do forno de maneira igualitária;
  • Mantem os alimentos aquecidos: retém calor mesmo após desligado, o que conserva a temperatura dos alimentos até serem servidos;
  • Fácil higienização: por possuir funcionamento a base de energia elétrica, dispensa a ocorrência de combustões incompletas, diminuindo os resíduos sólidos gerados pela fumaça.

A Deloc

Buscando sempre trazer o que há de melhor no mercado para os colaboradores, a Deloc disponibiliza fornos industriais completos e bem-equipados, com todas as funcionalidades necessárias para garantir a ergonomia no dia a dia de uma cozinha profissional.

Possuímos modelos a gás e elétricos disponíveis para locação. Para decidir qual o melhor para você, é preciso analisar suas demandas de uso e compará-las com o que foi exposto ao longo desse artigo. Assim, verifique as vantagens de cada modelo e, a partir disso, defina qual é o ideal, dependendo de suas necessidades e preferências.

Em caso de dúvidas, visite nosso site, veja nosso catálogo ou entre em contato conosco. Estamos sempre à disposição para atendê-los da melhor forma possível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *